ANPD marca presença em conferência sobre proteção de dados na Bélgica

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Tendo como tema a Proteção de Dados e Privacidade em Tempos de Transição, a Conferência “Computers, Privacy and Data Protection – CPDP 2022” aconteceu em Bruxelas, na Bélgica, e contou com a presença da ANPD.

Advogados, profissionais e acadêmicos marcaram presença no evento, assim como a população civil de todos os países, com o intuito de debater sobre os últimos acontecimentos e principais tendências. A CPDP é vista como uma referência mundial e disponibiliza um extenso conhecimento acadêmico, regulatório, legal e tecnológico sobre segurança dos dados.

Representando a ANPD, o Diretor-Presidente Waldemar Gonçalves compareceu ao evento. Fabrício Lopes, Coordenador-Geral de Fiscalização da ANPD e o Gerente de Projetos, Lucas Borges também estiveram presentes.

Dentre as apresentações da conferência destaca-se a feita pelo Waldemar Gonçalves no painel “Convergence in Action” – Convergência em ação”. Durante a apresentação reforçou as tarefas e produções. Ressaltou a liberdade e responsabilidade da Autoridade assim como as mudanças que a modificaram em autarquia especial. Destacou também a relevância em ter alianças com autoridades estrangeiras.

Ficou destacado que ao participar de redes como Global Privacy Assembly (GPA), Global Privacy Enforcement Network (GPEN) e a Rede Iberoamericana de Proteção de Dados, a Autoridade brasileira consegue se atualizar e agir em conformidade o que é feito internacionalmente, levando o Brasil ao patamar de ator direto e importante para o assunto.

A Autoridade ainda participou de conversas com integrantes da European Data Protection Board (EDPB) e da Directorate General for Justice and Consumers, a pedido da União Europeia. A delegação visitou a sede da Autoridade Nacional de Proteção de Dados do país onde foram atendidos pelo presidente David Stevens.

Pontos técnicos foram debatidos durante o evento voltados para a composição da autoridade da Bélgica, aplicação de penalidades e controle das empresas, transferência internacional de dados e acidentes com o uso das informações pessoais.

Fonte: Gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *