Falha no portal “Covidômetro” expõe dados de moradores de Florianópolis e é investigado pela Prefeitura

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Prefeitura de Florianópolis abriu um processo administrativo para averiguar responsável pela exposição de dados do sistema de saúde “Covidômetro” na internet. O sistema armazena informações sobre a pandemia, incluindo dados acerca da quantidade de moradores já vacinados.

Gean Loureiro (DEM), o prefeito, informou que o ocorrido foi registrado entre terça (11) e quarta-feira, “O sistema já foi restabelecido e determinei imediato processo de apuração de responsabilidade sobre a empresa responsável, bem como aviso à autoridade nacional de proteção de dados”, relatou o prefeito em suas redes sociais.

Também houve confirmação da falha pela Secretaria de saúde, mas não foi informado sobre quais dados foram expostos. “Nós descobrimos que um funcionário [da empresa contratada] todo o dia a noite ele disponibiliza os dados que ele reúne, por exemplo, da quantidade de pessoas contaminadas apareceram nas clínicas privadas em outros lugares. Isso é remetido para nós para consolidarmos o nosso diário para alimentar o ‘Covidômetro’. Ele coloca numa pasta de uso privado, só de pessoas autorizadas da secretaria que podem fazer isso. Mas, ele acabou colocando em uma pasta pública. Então ele fez uma exposição acidental de dados, uma situação grave que estamos notificando a empresa”, informou o secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Justo da Silva.

Segundo a prefeitura, a falha foi corrigida e a investigação verificará a responsabilidade da empresa que utiliza o sistema. No site do “Côvidometro” houve um aviso informando que os dados do portal não foram afetados em função da falha.

FONTE: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *