Pesquisar
Close this search box.

Metaverso e a necessidade de aplicação da LGPD

O metaverso já é uma realidade. Debates sobre realidade aumentada e os impactos deste mundo virtual já são recorrentes, o que faz com que profissionais de diferentes áreas se mobilizem para entender ao máximo sobre o tema.

Um dos pontos mais questionados dentro do metaverso está relacionado com às leis. Ainda que as operações aconteçam num ambiente completamente virtual – com personagens e novos cenários – elas precisam seguir as legislações já existentes, com algumas normas precisando ser levadas em consideração durante as atividades.

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é um exemplo de lei que deve, obrigatoriamente, ser aplicada neste espaço.

Proteção de dados

O metaverso pode ser definido como um campo virtual onde há vivências reais influenciadas pelo espaço não digital.
Por existir troca de informações constantes neste ambiente, seja por conta de transações financeiras com o uso de criptomoedas ou ainda do contato direto de usuários através de jogos, é necessário incluir os artigos que discorrem sobre a proteção de dados na rotina.

Atuar conforme o consentimento de titulares, informando sobre a finalidade do uso e da coleta e comunicando sobre o tempo de armazenamento das informações aos usuários são normas básicas a serem seguidas pelos usuários e empresas. Seguir os pontos trazidos evita que punições e multas sejam dadas pela ANPD – Autoridade Nacional de Proteção de Dados – responsável pela fiscalização.

Outros pontos também devem ser levados em consideração na hora de utilizar qualquer informação pessoal de terceiros, são eles:

  • a proteção de dados sensíveis deve ser mais cautelosa;
  • os titulares têm a liberdade de pedir pela alteração ou retirada das informações;
  • em caso de não cumprimento pode haver o pedido de anonimização dos dados.

Empresas no metaverso

Devido a ampliação do seu uso, instituições de diferentes portes já estão adentrando o metaverso impactadas pelos benefícios e vantagens encontradas. Estabelecer medidas rígidas em suas plataformas e se atentar para o não vazamento de dados é uma obrigação dessas empresas.

O metaverso possui especificidades não encontradas no mundo real, que devem ser investigadas pelos responsáveis. De toda forma, a implantação da LGPD deve ser obrigatória.

Além das empresas se atentarem à lei é preciso que o próprio metaverso se adeque às mudanças, visto que costumam utilizar dados para os cadastros, por exemplo.

Diversos assuntos como plataformas centralizadas e descentralizadas no metaverso são discutidos com frequências entre os especialistas, e pensando que ainda é um conceito relativamente novo, há muitas novidades que ainda devem surgir nos próximos anos. Estar atento a elas é importante para garantir a conformidade.

Time especialista

Para compreender mais sobre os pontos destacados na lei e garantir que a aplicação seja bem realizada tanto fora como dentro do metaverso é importante o acompanhamento de um time especialista.

Por já estar ligado às novidades e alterações no metaverso os profissionais da área conseguirão auxiliar seus clientes com mais propriedade dando as informações necessárias para cada caso.

A LGPD Brasil atua no mercado dando consultorias personalizadas para empresas de diferentes portes a fim de sanar as dúvidas e assegurar que cumpram a lei. Saiba mais sobre os serviços acessando o site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.